corredor

Corro entre gentes de mármore, e máscaras de ex-escravos
Certo de que uma morte trágica nos espera
Graças a Deus

Anúncios

plástica branca

No rosto de cinco anos
A matéria plástica que se transforma,
Racha, sem cair.
A lâmina delicada fervendo sob a pele:
Sadismo saudável, sem amarras.

Sol: genocida celular, que mata por capricho
Eus que amam se exterminar.