eichendorff (à malakoff)

Platô da normalidade (minha janela de manhã).

Pinheiros balançando como cachorros molhados,
Calhas vomitando em batentes, línguas de minuto,
Postes que se apagam em luzes frias,
Mal obedecendo, como crianças autistas.

Um pássaro azul chega se partindo —
Mancha laminada em laranja formigando.

Gestos emplumados, máscaras rituais,
Adolescentes se provocando [Sabem que não posso descer?]

Anúncios

Uma resposta em “eichendorff (à malakoff)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s