rio antigo

O nariz diz mais

que o olhar (mentiroso),
que o corpo , (estático)
que o cigarro (fumaça).

Nele, o ar se mistura
A sentimentos de ferro.

Anúncios

a curva, o morro

Daquele campo conheço, cada grama,
Cada mato.

No alto, a igreja caiada, favela vazia
Serpenteando imóvel, morro abaixo;
E a cerca aramada que nos protegeu
Do beijo, do horror.

Crioulos do mato,
Tijolos s/ dono,
Pich/dor/asfalt